A respiração é a base da vida.

Em um único movimento de inspiração e expiração (entrada e saída de ar dos pulmões), consumimos cerca de meio litro de ar. Isso quer dizer que consumimos cerca de 10 litros de ar por minuto!

O ar que circula nos ambientes em que vivemos é reconhecidamente contaminado. Sem que se perceba, a poluição do dia-a-dia a que estamos expostos irrita nossos olhos, nariz, pele e garganta, invade nossos pulmões, e causa vários desconfortos (alergias, doenças), que podem evoluir para doenças respiratórias mais graves, como asma, rinite, entre outras.


No dia-a-dia:

Como passamos a maior parte do dia em ambientes fechados como a nossa casa, em escritórios, fábricas, etc., estamos frequentemente em contato com vários tipos de poluentes (ácaros, fungos, pólen, poeira, bactérias, micro-organismos, compostos voláteis como solventes e tintas), seja enquanto dormimos, comemos, trabalhamos, e fazendo outras atividades nestes recintos.

Uma das principais doenças causadas por falta de manutenção do ar, a Legionelose, é transmitida pela bactéria Legionella Pneumophila, identificada em 1976, na Filadélfia, nos EUA, quando 250 legionários veteranos comemoravam o dia da independência, e 182 deles contraíram a doença e 29 morreram. A bactéria estava nos reservatórios do ar condicionado. No pulmão das pessoas encontraram as condições perfeitas para proliferarem e causarem infecção em determinados casos.

Infectologistas atestam que no Brasil a Legionelose é mais disseminada do que se supunha há alguns anos, principalmente nos grandes centros urbanos. E é nos chamados "edifícios doentes" que ela se concentra. A Legionella, juntamente com fungos, é apenas um dos microorganismos que habitam sistemas de ar condicionado sem manutenção.

 

Em ambientes hospitalares: 

A maioria dos hospitais possuem várias maneiras de prevenir infecções hospitalares que se originam a partir do aparecimento de bactérias resistentes a cada ano. Basicamente o contato físico e as gotículas eliminadas na fala, na tosse ou no espirro são vias de contágio, e podem ser prevenidas lavando-se as mãos e fazendo gargarejo.

Recentemente, foi descoberto que a infecção por gotículas ainda menores, cujos núcleos destas gotículas são tão microscópicos que são capazes de ficar indefinidamente nas correntes de ar presentes dentro de espaços internos também causaram infecções hospitalares, infectando as pessoas que estão no mesmo ambiente através da inalação destas gotículas microscópicas. Portanto, torna-se importante purificar o ar onde há muita circulação de pessoas, principalmente nos espaços que contam com circuladores de ar, que espalham estas gotículas.

Até agora circuladores de ar equipados com um filtro de alta eficiência, como o filtro HEPA, tem sido usados em instalações médicas para prevenir infecções hospitalares. No entanto, um filtro HEPA tem um custo elevado, e exige uma manutenção constante, porque o filtro vive impregnado.

 

O Filtro Fotocatalisador presente em nosso Purificador de Ambiente decompõe completamente as bactérias que entram em contato com o filtro, enquanto os raios ultravioletas irradiam a superfície do filtro. Por isso, é considerado mais seguro do que outros filtros de alta eficiência em termos de manutenção. Ela também pode reduzir o custo de manutenção porque há menos peças de troca.

Embora existam outras medidas bactericidas, como a esterilização usando lâmpada germicida ou a fumigação de ozônio, a tecnologia fotocatalítica tem uma capacidade altamente bactericida, tendo a vantagem de não ter efeitos colaterais para o ser humano, e ter um custo de manutenção menor.



Além da função bactericida, o Filtro Fotocatalisador pode ser utilizado para desodorizar ambientes (cheiros de cigarro, animais, etc.), reduzir a concentração de Compostos Voláteis Orgânicos (VOC), e também para decompor e reduzir a concentração de substâncias nocivas à saúde (formaldeído, amônia, xileno, etc.), que podem causar danos às pessoas presentes no ambiente contaminado.



A FUGIWARA ENTERPRISES, conhecida por introduzir tecnologias de ponta no Brasil, traz mais esta solução inovadora para desinfecção, desodorização, e decomposição de substâncias nocivas à saúde, já utilizada com total confiança no Japão.